Home » Actualizações no regulamento: pneus da Q2 e regras do Safety-Car

Actualizações no regulamento: pneus da Q2 e regras do Safety-Car

Actualização da regra dos pneus na Q2

Sexta-feira foi dia da FIA publicar os últimos ajustes ao regulamento desportivo para 2022 e tivemos algumas novidades. Ou a confirmação de algumas novidades. No caso, falamos de alterações à regra dos pneus da Q2 e do Safety-Car.

A alteração da regra dos pneus na Q2, já era do conhecimento público há algum tempo, faltando apenas os formalismos obrigatórios para se tornar oficial. A regra, em vigor desde 2014, era uma das nossas embirrações de estimação pois estipulava que os pilotos qualificados para a Q3 teriam de partir para a corrida com o pneu utilizado para fazer o seu melhor tempo na Q2. E porque é que embirrávamos com isto? Porque a intenção era boa mas o resultado era exactamente o oposto do pretendido. A ideia era dar às equipas do meio do pelotão vantagem estratégica na escolha do pneu para o arranque da corrida e assim ter corridas mais disputadas. Na prática, o que acontecia era que as equipas da frente tinham uma vantagem tal que podiam qualificar para a Q3 com um pneu teoricamente mais lento e assim partir com o pneu pretendido na mesma. O mexilhão aqui eram as equipas do meio de pelotão que conseguiam chegar à Q3 e normalmente ficavam com a pior escolha estratégica e assim eram presas fáceis para os carros atrás de si. Por aqui não somos fãs de regras que penalizem o mérito por isso andamos este tempo a embirrar com a regra. Agora temos de arranjar outra coisa qualquer para embirrar.

Portanto, apesar de anunciada há muito, agora fica “escrito na pedra”.

Mudanças nas regras de saída do Safety-car

A outra alteração de maior relevo está relaccionada com o procedimento em situação de Safety-Car. Até ao ano passado a regra estipulava que o Safety-car regressaria às boxes “assim que o último carro dobrado tenha passado o líder”. O texto do regulamento foi ligeiramente revisto e estipula agora que o procedimento para o Safety-car regressar às boxes inicia-se “assim que a mensagem ‘Carros dobrados podem agora agora ultrapassar’ tenha sido enviada para todos os pilotos através do sistema de mensagens oficial”. O Safety-car regressará às boxes na volta seguinte a essa mensagem ter sido mostrada. Os retardatários têm o restante da volta onde é mostrada a mensagem e toda a volta seguinte para reagrupar com o pelotão. Adicionalmente, a pista tem que ter sido já declarada como estando em condições de segurança para a corrida prosseguir. A ideia por trás desta alteração é acelerar o procedimento de Safety-car e assim perder menos tempo de corrida. Vai ser um assunto para falarmos no podcast na próxima segunda-feira.

Regras mais claras para o procedimento de saída de pista do Safety-car

“Show and tell” antes das corridas

Por fim, a FIA anunciou também que vai haver uma espécie de “Feira de Ciências” antes de cada Grande Prémio. O chamado “show and tell” será suposto acontecer antes do primeiro livre em cada fim-de-semana. Cada equipa deverá levar as novidades técnicas do fim-de-semana, dizer o nome da inovação e explicar sucintamente o que faz. O programa das festas terá de ser submetido à FIA até quinta à tarde. Na sequência dessa sessão, os carros deverão também ficar em exposição para a imprensa durante uma hora. Deverão ter equipados todos os componentes aerodinâmicos e peças que pretendem utilizar na corrida. Haverá ainda uma segunda sessão, a realizar 30 minutos após a qualificação, já com a especificação de parc fermé. Cinco equipas serão seleccionadas pelo Director de Corrida para a segunda sessão. Uma figura importante da equipa deverá estar presente para explicar à imprensa as alterações ao carro feitas desde sexta-feira.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *