Home » Charles Pic compra DAMS

Charles Pic compra DAMS

O ex-piloto da Marussia e da Caterham Charles Pic comprou a DAMS a Oliver e Gregory Driot, filhos do fundador da equipa Jean-Paul Driot que faleceu em 2019. Embora Oliver e Gregory tenham afirmado recentemente que a equipa não estava à venda, consideraram a oferta de Pic boa para o futuro da equipa e optaram pela venda. O francês tinha alguns laços à DAMS, o seu avô Charles-Pierre Andre apoiou directamente dois dos pilotos da equipa nos anos 90 (Eric Bernard e Olivier Panis) e o seu irmão Arthur correu pela equipa em 2012 na Fórmula Renault 3.5.

Já todos oferecemos uma prenda a nós próprios, mas Charles Pic, que completou 32 anos na segunda-feira, levou isso a todo um novo nível e irá assim assumir o controlo da equipa. O francês que disputou duas épocas completas na Fórmula 1 em 2012 e 2013 com a Marussia e a Caterham, respectivamente, regressa assim ao mundo do desporto motorizado de onde estava afastado, pelo menos como piloto, desde 2015 após ter sido piloto de testes da Lotus no ano anterior e ter disputado algumas corridas de Fórmula E em 2015. Segundo ele, a equipa continuará inalterada mantendo-se a funcionar nos mesmos moldes que até aqui, com o mesmo pessoal e os mesmos pilotos.

Charles Pic ao volante do Marussia MR01 em 2012

A DAMS, originalmente Driot-Arnoux Motorsports, actualmente Driot Associés Motor Sport) é uma das mais bem sucedidas equipas de sempre das fórmulas de promoção para além de ter um passado igualmente bem sucedido na Fórmula E. Fundada em 1988, a equipa acumulou títulos de pilotos e equipas em diversas categorias, incluindo a Fórmula 3000, GP2 e actual Fórmula 2, A1GP, Fórmula Renault 3.5 3.5. O último desses títulos foi em 2019 com Nicolas Latifi na Fórmula 2, categoria onde a equipa estará presente em 2022. A DAMS inscreve também os Nissan e.dams, tendo anteriormente parceria idêntica com a Renault com a qual os 3 primeiros campeonatos da categoria.

A DAMS esteve ainda muito perto de entrar na Fórmula 1 em 1996 com o GD-01. O projecto da equipa de Le Mans foi desenvolvido em parceria com a Reynard, tinha previsto receber um motor Ford V8 e o apoio da petrolífera Elf. Chegou a ser construído um chassis que rodou por uma vez no circuito Bugatti mas o projecto acabou por morrer por falta de financiamento.

O GD-01 em pista no Circuito Bugatti

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *