Home » F1: Bottas revela as garantias dadas aos pilotos em Jeddah

F1: Bottas revela as garantias dadas aos pilotos em Jeddah

“Prometemos que vamos dar uma vista de olhos nisso”

Pelo menos foi assim que nos soou. Depois da animada reunião de 4h em Jeddah, a F1 deu novas garantias aos pilotos sobre as condições futuras de segurança a assegurar.

Segundo Valtteri Bottas, foi dito aos pilotos que a F1 “irá reconsiderar onde decorrem as corridas se não puderem garantir a segurança de todos os envolvidos”. Bottas acrescentou ainda que a F1 iria reconsiderar todos os eventos futuros, incluindo este [Arábia Saudita] para que ninguém seja colocado em risco no futuro.

A explosão num depósito da Aramco em Jeddah que marcou o fim-de-semana.

É interessante ter alguma informação sobre o que foi dito aos pilotos mas estas declarações deixam mais perguntas do que respostas. Se irão reconsiderar a segurança de todos os intervenientes no futuro, quer dizer que até agora escolhiam localizações sem o ter em consideração? Tendo em conta que a F1 decidiu correr num país que está em guerra há anos, é bastante possível. E, se no passado sábado, decidiram que estavam reunidas condições de segurança para correr, qual é então a linha vermelha?

Aguardamos por desenvolvimentos do lado da Fórmula 1 mas, para já, permanecemos cépticos. Se a Arábia Saudita não estiver no calendário de 2023 será para nós uma enorme surpresa mas esperamos estar enganados.

A Fórmula tem um contrato de 15 anos de duração com a Arábia Saudita. Jeddah seria uma solução temporária para dois anos, e depois era esperada a construção de um autódromo de raiz em Qiddiyah mas as obras ainda não arrancaram. A estadia prevista em Jeddah foi prolongada, por isso, pelo menos até 2025, o Grande Prémio da Arábia Saudita irá correr-se no Circuito Corniche.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *