Home » F1: Google patrocina McLaren

F1: Google patrocina McLaren

Android e Chrome no MCL36

A McLaren anunciou hoje uma nova parceria com a Google. Não foram divulgados valores do acordo, mas foi anunciado que será uma parceria de “vários anos” e que a Google terá o estatuto de “Official Partner”.

Com este acordo, teremos o regresso do Chrome à Mclaren. Quer dizer, mais ou menos. A McLaren não vai voltar a ter carros cromados. Gostávamos, mas não vai. Em vez disso, o logotipo do Chrome aparecerá nos MCL36 ao longo da época, tal como irá acontecer com o logotipo da Android.

Haverá “Chrome” nos McLaren em 2022 mas não será bem assim…

Não serão apenas mais uns pequenos autocolantes para a caderneta de Zak Brown, mas serão talvez a jóia da coroa da colecção. Os logotipos dos produtos Google irão ocupar a cobertura do motor do MCL36, e teremos também os tampões das jantes pintados com as cores da Google. Haverá ainda tó colantes nos fatos e capacetes dos pilotos. Teremos a nova imagem já neste fim-de-semana, no Grande Prémio do Bahrein.

O envolvimento com a McLaren vai para além da equipa de Fórmula 1. Também o #58 da McLaren MX na Extreme E terá publicidade da Google.

De acordo com o Director Desportivo da equipa, Randeep Singh, as negociações com a Google já decorrem há quase dois anos.

Temos de considerar no mínimo notável o trabalho de Zak Brown no renascimento da McLaren. Se em 2018 o MCL33 era o carro mais despido de patrocínios da grelha, a fazer lembrar uma Minardi dos seus piores anos, hoje em dia o McLaren é um autêntico cartaz ambulante e as parcerias parecem nascer a cada semana que passa. Grandes nomes têm-se juntado à McLaren nos últimos anos como a Coca-Cola, Unilever ou Dell. Isto depois de a equipa de Woking ter visto partir parceiros de longa data como a Mobil1, Hugo Boss ou TAG Heur nos seus piores anos.

Em 2018, o MCL33 andava um pouco despido de patrocinadores…

Quanto à Google, é mais uma gigante de Big Data a juntar-se à Fórmula 1. Já este ano a Oracle passou a Title Sponsor da Red Bull, a Microsoft continua como patrocinadora da Alpine e a AWS, para além de patrocinar e ser parceira da Fórmula 1, patrocina também a Ferrari.

Sabemos agora que tocar num Fórmula 1 pode custar 50000€, mas será que podemos tocar no MCL36 para dar cliques à equipa?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *