Home » F1: Kevin Magnussen confirmado na Haas

F1: Kevin Magnussen confirmado na Haas

K-Mag está de volta!

Está desfeita a dúvida, a Haas confirmou o senhor do segundo melhor cabelo da Fórmula 1 (Nico Hülkenberg mesmo afastado leva esta taça) como companheiro de equipa de Mick Schumacher para a temporada de 2022.

Kevin Magnussen está afastado da Fórmula desde o final da temporada de 2020, quando a Haas decidiu não renovar o contrato com os seus pilotos de então, Romain Grosjean e o próprio Magnussen.

Sem lugar na Fórmula 1 em 2021, o dinamarquês rumou ao IMSA onde fez a temporada em DPi com a Chip Ganassi. Em 2022 Magnussen fez as 24h de Daytona com a Cadillac e tinha contrato com a Peugeot para o programa dos franceses no WEC que deverá começar ainda este ano. Com o regresso à Haas, fica sem efeito o contrato com a Peugeot.

Este é o segundo regresso à Fórmula 1 da carreira de Magnussen. K-Mag estreou-se em 2014 com a McLaren e conseguiu logo um pódio na estreia, um segundo lugar no Grande Prémio da Austrália. O pódio não foi suficiente para manter o lugar numa McLaren em declínio e no ano seguinte perdeu a titularidade para Fernando Alonso. Chamado para substituir Alonso na Austrália, depois de um grave acidente do espanhol nos testes, o MP4-30 não arrancou e Magnussen acabou por não participar em nenhuma prova em 2015. O dinamarquês regressou à actividade em 2016 ao assinar pela Renault, onde esteve um ano. Após um ano na Renault, seguiram-se quatro temporadas na Haas, entre 2017 e 2020

Ao todo são seis temporadas completas, quatro delas com a Haas, o que faz de Kevin Magnussen um dos pilotos de Fórmula 1 com mais experiência no activo e um profundo conhecedor da equipa de Gene Haas.

Em vez do número 9, veremos o segundo Haas com o 20 de Kevin Magnussen

O lugar na Haas ficou disponível após a equipa ter rescindido com Nikita Mazepin e com o seu patrocinador, a Uralkali. A rescisão surgiu na sequência da invasão da Ucrânia pela Rússia. Com as sanções impostas a diversas empresas e oligarcas russos, e com a proximidade do pai de Mazepin e da Uralkali a Vladimir Putin, a continuidade do russo na Haas tornou-se insustentável.

A Haas chamou o seu piloto de reserva, Pietro Fittipaldi, para ocupar o lugar nos testes do Bahrein já esta semana mas será Magnussen quem estará à partida da primeira prova do ano em 2022. Kevin Magnussen terá como companheiro de equipa Mick Schumacher, a fazer a sua segunda época na Fórmula 1 e na Haas. A Haas fica assim com uma dupla onde combina experiência e juventude, depois de uma temporada com dois rookies.

Será interessante perceber como será o desempenho de Magnussen perante Schumacher, se uma temporada de ausência o deixou sem ritmo e, sobretudo, como é que mantém aquele cabelo incrível? Não é um Hulkenberg, mas sim senhor, ao nível capilar a Haas fica muito bem servida. A favor de Magnussen, está um ano no IMSA a ter lições em pista com um conhecido cidadão de Coimbra, o que só o pode ajudar.

 

Suck my balls, honey! – Kevin Magnussen, Hungria 2017

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *