Aston Martin

ASTON MARTIN COGNIZANT FORMULA ONE TEAM

Sebastian Vettel

Lance Stroll

Nacionalidade Chassis Unidade Motriz
AMR-21 Mercedes-AMG F1 M12
Sede da equipa Silverstone, Reino Unido
Classificação em 2020 4º (195 pontos) – como Racing Point
Chairman Lawrence Stroll
Team Principal Ottmar Szafnauer
Director Técnico Andrew Green
Grandes Prémios 7 (6 iniciados)
Estreia GP dos Países Paixos 1959
Anos no activo 1959-1960, 2021-presente

PALMARÉS

Total Primeira Última
Vitórias 0 Melhor resultado: 6º (2x) Melhor resultado: 6º (2x)
Pole-positions 0 Melhor qualificação: 2º (1x) Melhor qualificação: 2º (1x)
Voltas mais rápidas 0
Pódios 0
Dobradinhas 0
Apagar
Títulos de Campeão do Mundo de Pilotos Nunca se classificou
Títulos de Campeão do Mundo de Construtores Nunca se classificou
Breve História

No final dos anos 1950 a Aston Martin vivia um bom período que culminou com a vitória à geral nas 24h de Le Mans de 1959. No mesmo ano, David Brown, à época dono da Aston, resolveu tentar também a Fórmula 1 mas os DBR4 e DBR5 de motor dianteiro mostraram ser pouco competitivos face aos novos de motor central que então emergiam e acabou por desistir no ano seguinte sem conseguir qualquer ponto (apesar de alguns sextos lugares mas na época apenas os 5 primeiros pontuavam).

Em 2020 um consórcio liderado por Lawrence Stroll tornou-se o principal da Aston Martin e transformou a Racing Point que havia comprado durante a temporada de 2018 na equipa de Fórmula 1 da Aston Martin. A equipa de Silverstone tem as suas origens na Jordan que se estreou em 1991 e apesar de algumas vitórias no final dos anos 1990 acabaria por ser vendido à Midland em 2005 passando a competir como Midland F1 no ano seguinte. período russo não durou muito e ainda no final de 2006 são os holandeses que assumem o controlo da equipa renomeando-a Spyker. A Spyker daria lugar à Force India no ano seguinte quando Vijay Mallya comprou a equipa e assim se manteria até 2018. Nesse ano os problemas financeiros e com a justiça de Mallya levariam ao colapso da equipa que seria comprada por Stroll e imediatamente transformada em Racing Point Force India e por fim em Racing Point. Como Racing Point a equipa voltaria às vitorias antes de passar a Aston Martin Formula One Team a partir de 2021.

Nomes anteriores

Jordan (1991-2995), Midland F1 (2006), Spyker (2007), Force India (2008-2018), Racing Point (2018-2020), Aston Martin (2021-presente)

REDES SOCIAIS Página oficial Twitter Instagram Facebook