Home » RESULTADOS: o fim de semana de desporto motorizado de 10 de Abril

RESULTADOS: o fim de semana de desporto motorizado de 10 de Abril

Corridas para todos

Foi um fim-de-semana farto em desporto motorizado com competições para todos os gostos em pista e a todas as horas.

Fórmula 1, MotoGP, IMSA, IndyCar, Fórmula E e NASCAR tiveram a agenda ocupada durante o fim-de-semana.

Deixamos aqui um resumo dos resultados do que foi acontecendo por aí.

Grand Slam de Charles Leclerc no regresso da Fórmula 1 à Austrália

Foi um fim-de-semana perfeito para Charles Leclerc. Três anos depois, a Fórmula 1 regressou a um renovado Albert Park para testemunhar uma corrida imaculada do monegasco.

Pole-position, volta mais rápida, vitória e liderança em todas as voltas da corrida deram a Leclerc o primeiro Grand Slam da carreira. Dá para ter um ideia do que foi o domínio da Ferrari que só não foi maior porque Carlos Sainz abandonou nas primeiras voltas.

O espanhol tentava recuperar rapidamente lugares, depois de qualificar apenas em nono, quando perdeu o controlo do F1-75 e o deixou atascado na gravilha. A única sombra de oposição à Ferrari veio assim de Max Verstappen, embora o piloto da Red Bull nunca tenha parecido em posição de atacar a vitória de Leclerc, mesmo com dois Safety-Car. A oposição não valeu de muito, com Verstappen a vir embora mais cedo depois do seu RB18 ficar parado em pista. Sergio Pérez fez uma corrida sem erros e herdou o segunda lugar.

O pódio ficou completo com George Russell, que ultrapassou Hamilton após ter beneficiado de um período de Safety-Car.

Em destaque na corrida esteve também Alexander Albon, que realizou 57 voltas e praticamente toda a corrida num único jogo de pneus.

Leclerc é cada vez mais líder do campeonato, seguido agora de George Russell e com Carlos Sainz em terceiro. A Fórmula 1 regressa no fim-de-semana de 24 de Abril com o Grande Prémio de San Marino da Emília-Romanha, a primeira prova do ano com sprint race.

Enea Bastianini foi senhor das Américas em show de Marc Marquéz

Enea Bastianini voltou a vencer e ascendeu à liderança do MotoGP. No Circuito das Américas o italiano foi o mais forte, naquilo que parecia vir a ser um passeio para as Ducati. Os italianos colocaram cinco motas nos cinco primeiros lugares na qualificação, mas na corrida a história foi um pouco diferente.

Jorge Martin largou da pole mas o piloto da Pramac foi perdendo posições ao longo da corrida e acabou apenas em oitavo. Em sentido inverso veio Bastianini, que qualificou em quinto para vencer com autoridade a corrida americana.

Boa corrida também para a Suzuki, que se conseguiu colocar no meio da armada da Ducati com Alex Rins a ser segundo e Joan Mir a ser quinto.

No entanto, o grande destaque da corrida é mesmo Marc Marquéz. O espanhol partia apenas de nono mas as coisas pioraram ainda mais no arranque. A sua Honda praticamente parada na grelha de partida e caiu para último no arranque. A partir daí, foi um show de pilotagem de Marquéz, que regressa nesta em Austin após falhar as duas últimas provas após a queda nos treinos na Indonésia. Após o arranque, Marquéz fez uma corrida sempre em máximo ataque e as ultrapassagens iam-se sucedendo. Enquanto houve pneu, não parou de recuperar lugares e ainda conseguiu terminar em sexto após uma boa luta com Fabio Quartararo.

Quanto a Miguel Oliveira, foi um fim-de-semana para esquecer, para ele e para a KTM. Qualificou apenas em vigésimo e de pouco valeu o bom arranque, onde conseguiu chegar a décimo quinto. Sem conseguir recuperar mais posições, o português voltou a afundar-se e terminou em décimo oitavo lugar.

Bastianini lidera então seguido de Alex Rins e Aleix Espargaró. Miguel Oliveira é nono da geral.

O MotoGP vem agora a Portugal, no fim de semana de 24 de Abril.

Fim-de-semana difícil para a Acura em Long Beach

No IMSA, as ruas de Long Beach, na Califórnia, receberam a primeira prova sprint do ano. A Cadillac voltou a dominar, tal como já tinha acontecido em Sebring. Os três lugares do pódio foram ocupados pelos DPi-V.R. Desta vez, o vitória foi para o #01 de Renger van der Zande e Sébastien Bourdais, numa dobradinha da Chip Ganassi.

Quanto a Filipe Albquerque e Ricky Taylor, não tiveram um fim-de-semana fácil. Nunca conseguiram ter o Acura RVX-05 #10 competitivo e acabaram por ser apenas sextos, sem nunca ter andado próximos da vitória.

O IMSA regressa em Laguna Seca, no fim-de-semana de 1 de Maio

Luta a três na IndyCar

O fim-de-semana de Long Beach teve direito não só a IMSA mas também a IndyCar.

Terceira corrida, terceira vitória para a Penske, novamente por Josef Newgarden mas não se pense que a corrida californiana foi um passeio de fim de tarde para a equipa do Captain.

Colton Herta partiu da pole-position e parecia um forte candidato à vitória, até ter cometido um erro à volta 55 e embatido numa barreira.

Após o segundo Pace Car da corrida, depois de Simon Pagenaud ter acabado a corrida em cima do jardim da rotunda da fonte, a luta ficou resumida a Newgarden, Palou e Grosjean. Grosjean ainda levou a melhor sobre Alex Palou mas, apesar de uma batalha muito renhida, não conseguiu passar Josef Newgarden que venceu assim a sua segunda corrida consecutiva e ascendeu à liderança do campeonato, seguido por McLaughlin e Palou.

Scott McLaughlin que liderava à entrada para Long Beach fez um pião e acabou apenas em décimo quarto.

Até final haveria ainda mais dois períodos de Pace Car, o último deles mesmo na última volta, mas já ninguém parecia ter argumentos para atacar entre os carros da frente.

A IndyCar regressa para o Grande Prémio do Alabama, no Barber Motosport Park.

Fórmula E pelas ruas de Roma

A Fórmula E regressou após umas longas férias de oito semanas e teve uma jornada dupla nas ruas de Roma.

As duas corridas romanas acabaram por ter Mitch Evans como vencedor. O inglês da Jaguar esteve dominador e venceu ambas as corridas com alguma facilidade. No sábado Robin Frinjs e Stoffel Vandoorne fizeram-lhe companhia no pódio e no domingo foi a vez de Jean-Éric Vergne e novamente Robin Frinjs, desta vez em terceiro lugar.

António Félix da Costa teve um fim-de-semana algo atribulado. Qualificou em quarto e em nono para as corridas de Sábado e Domingo, respectivamente. Na primeira corrida ainda lutou pelo pódio, mas pequenos toques com Nick de Vries e Jack Dennis acabaram por condicionar a corrida, terminando em sexto.

Classificação corrida 1 em Roma

Pior sorte no Domingo, partindo do meio do pelotão, António Félix da Costa acabou por estar envolvido em diversas lutas. Numa delas, teve um toque com Eduardo Mortara e acabou penalizado, acabando fora dos pontos.

Jean-Éric Vergne é agora líder do campeonato, seguido de Robin Frinjs e Stoffel Vandoorne. António Félix da Costa é décimo segundo.

O Campeonato do Mundo de Fórmula E regressa a 30 de Abril para o e-Prix do Mónaco.

Classificação da corrida 2 em Roma

Byron antes da passagem pela terra

William Byron trouxe mais uma vitória para a Hendrick Motorsport, desta vez na Speedway de Martinsville. Chase Elliot dominou a maior parte da corrida e venceu os dois primeiros segmentos mas no final foi Byron quem trouxe a vitória para casa.

Byron foi também o piloto que mais voltas liderou, numa corrida que teve apenas cinco trocas de líder entre quatro pilotos.

Elliot lidera em pontos mas ainda não tem nenhuma vitória nas contas do playoff. William Byron tornou-se o primeiro a vencer duas corridas esta época e tem a passagem ao playoff praticamente carimbada, mesmo faltando 18 provas até lá chegar.

A NASCAR tem agora a tradicional pausa da Páscoa mas regressa na semana a seguir para a corrida em terra batida na oval de Bristol.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *